CONHEÇA A FUNKQUESTRA

Com uma mistura inusitada e arranjos forjados nos mais diversos olhares sonoros, a FUNQQUESTRA alcança ousadia e contemporaneidade misturando Funk + Jazz + Rock + Pop. E não bastasse a incomum combinação de estilos, a banda também quebra paradigmas com sua formação: 2 baterias – tocando juntas! – que se somam aos sons da guitarra, baixo, sintetizadores e um naipe de metais, gerando um conceito inédito e envolvente. Mas não pense que toda essa mistura tem como resultado um som complexo, de difícil assimilação. A proposta é exatamente o contrario! A banda nascida em Brasília se propõe revelar um novo universo sonoro e divertido, capaz de capturar os olhares e ouvidos mais distraídos. Com um time de músicos de primeira, a FUNQQUESTRA combina no mesmo pote as influências de Black Rio, Funk Como Le Gusta, Lettuce, Snarky Puppy e SF Jazz Collective, mostrando que música instrumental pode sim ser popular e divertida!


FUNQQUESTRA é:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Bruno Gafanhoto, com apenas 24 anos, é o criador, diretor musical e um dos bateristas do projeto. ”Ligado em 220 volts”, segundo nosso baixista Dido Mariano, Gafanhoto mistura na bateria a tradição de Art Blakey, John Bonham e Paulo Braga com o som moderno de Brian Blade, Chad Smith e Edu Ribeiro – suas três grandes paixões são o Jazz, o Rock e, claro, a música Brasileira. Graduado em Música pela Universidade de Brasília e Mestre em Drums Jazz Performance pela University of Louisville (EUA), já tocou com Gene Perla, Miami Sax Quartet, Harry Pickens, Felipe Portilho, Beto Dourah e gravou os últimos CDs de Brandon Coleman e Luke McIntosh.

 

Célio Maciel, o comandante da outra bateria da FUNQQUESTRA é um mestre do groove e um dos bateristas mais requisitados da capital federal. Conhecido pelo fácil trânsito entre pop, rock, samba e jazz, é um baterista de muita. Alem da FUNQQUESTRA, Célio Maciel é o atual baterista da cantora Ellen Oléria, vencedora do The Voice Brasil, e endorseer Odery Drums e Music Master.

 

Dido Mariano, nosso baixista, além de comandar com mão pesada o groove da FUNQQUESTRA, é também um exímio improvisador. Dido traz na sua música as influências de Jaco Pastorius, Victor Bailey, Arthur Maia e Nico Assumpção, além de uma forte inserção na música. Entre outros, já tocou com Beissá, Dillo Daraujo, Juninho de Souza, Rick e Renner, e também faz parte atualmente do grupo Soatá.

 

Bruno Albuquerque, guitarrista da FUNQQUESTRA, é o responsável por trazer a parte mais rockeira do grupo à tona. Renomadíssimo na capital federal, tem como influências Steve Morse, Joe Satriani, Eric Clapton, Nuno Bettencourt, Eric Johnson e Michael Lee Firkins. Foi um dos selecionados para ter uma faixa no CD NIG Evolution 3 (disco promocional das cordas NIG) e para se apresentar na Expomusic em São Paulo, além de ter ganhando em primeiro lugar um concurso de guitarristas em nível nacional realizado pela marca de guitarras TAGIMA.

 

Gregoree Junior, comandando os teclados, é um mestre dos timbres e da musicalidade, além de uma figura. Atuando desde criança, o extremamente versátil músico atua em diversos estilos musicais, além de ser um exímio produtor musical. Responsável por assinar a produção musical de diversos programas de tv, rádio e cds, também possui influência direta do Jazz, Salsa, Black Music, Rock Progressivo e Bossa Nova.

 

Samuel Daniel abre o nosso naipe de metais à frente do Sax Tenor. Dono de um som cheio e excelente linguagem de funk no improviso, Samuel Daniel também é responsável por várias melodias do repertório da FUNQQUESTRA (como “Oleo” e “Relax”). Versátil, toca também com Adriana Samartini, Orquestra JK e faz parte da Banda do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal.
Westonny Rodrigues, um dos trompetistas mais requisitados de Brasília, é conhecido por sua desenvoltura sólida e madura, o que o permite transitar por projetos bem diversos: Além da FUNQQUESTRA, Westonny toca com Orquestra JK, Nova Gafieira, Sonora Tropicante, Georgia W Alô, Bruno Gafanhoto Quarteto, entre outros diversos projetos.

 

Adil Silva, trombonista extremamente versátil, caminha com naturalidade entre o choro, samba, funk, jazz, etc, etc, etc… Eu sei que nós falamos isso várias vezes, mas: “um dos trombonistas mais requisitados de Brasília”, Adil é, além de tudo, um incrível improvisador, com idéias fortes e afinação impecável! Além da FUNQQUESTRA, Adil Silva já tocou com Adora Roda, Funkeando, Orquestra JK, entre vários outros…

 

Alcançando destaque na cena brasiliense, o projeto já foi documentado no Programa Talentos da TV Câmara e em matérias no Correio Brasiliense, Revista MeiaUm, além de um destaque no Portal Batera.com.br, o maior portal sobre bateria do Brasil. O grupo se prepara para gravar seu primeiro CD, com previsão de lançamento para o primeiro semestre de 2014. O primeiro single, “Bom Dia”, foi lançado no YouTube em Novembro de 2012, alcançando mais de 1000 views em apenas 1 semana. Os shows navegam entre casas noturnas e teatros, alcançando uma gama variada de tratamentos do repertório. Entre os destaques, o projeto promoveu no final de 2012 um show de fim de ano no tradicional Centro Cultural de Brasília, convidando instrumentistas da cidade para subir ao palco com o grupo, e foi uma das atrações do Festival de Jazz “Futebol e Arte 2013” do CCCP, em Belo Horizonte. No repertório: músicas autorais, clássicos do funk-jazz, versões de Michael Jackson, Djavan, Sergio Mendes, e muita música boa, diferente e divertida!

 

www.funqquestra.com
www.facebook.com/funqquestra
www.brunogafanhoto.com